11 fevereiro 2010

Libertadores 2010

São Paulo faz o básico e estréia com vitória no Morumbi!

Depois da decisão de tomar vergonha na cara e postar com mais frequência, me lembrei também que falei apenas uma vez sobre esportes aqui no Desventuras. E apesar dos quilinhos a mais que tenho hoje, sempre fui um cara que praticava esportes (e estou voltando...).

Vida sedentária a parte, retomarei claro falando do meu querido Tricolor, o São Paulo e sua estréia na Libertadores, que como todos (que curtem futebol) sabem, é a menina dos olhos desse que é o maior vencedor brasileiro do torneio continental.

Confesso que nunca ouvi falar desse tal de Monterrey, atual campeão mexicano e que veio com o time reserva enfrentar a torcida (mais de 30 mil) e um São Paulo que está com um bom time no papel. Depois de alguns vacilos no Paulista, era chegada a hora do time mostrar a que veio em 2010.

Com um primeiro tempo em que o Monterrey não mostrava a que vinha, o São Paulo falhava na marcação no meio de campo, dando espaço para a criação de jogadas do time mexicano. Mas aos 13, em jogada de Jorge Wagner que cruzou para área e em dividida com o zagueiro Cervantes, Washington abriu o placa. Na verdade o gol foi contra, mas o árbitro deu o gol pra ele. E foi só. Todo o restante do primeiro tempo foi uma sequência de tentativas que, se não preocupavam a torcida, também não empolgavam.

Mas no segundo tempo o time voltou mais atento e adiantando a marcação. E enquanto a torcida pedia a entrada do recém-chegado Cicinho, entrou aos 28 minutos, muito discretamente. Aos 30, após desvio de cabeça, Washington empurrou pro gol. 2x0 e praticamente fechada a fatura. O time do Monterrey não avançava com perigo e com o adiantamento da marcação, o São Paulo levou certo perigo e administrou até o apito final.

Na próxima rodada, dia 25, o time enfrente o Once Caldas da Colômbia, pra decidir quem ficará com a liderança do grupo 2. Mas antes tem o Paulista, no qual enfrenta o Ituano no sábado.

Ficha do Jogo: São Paulo 2 x 0 Monterrey

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Renato Silva, Xandão e Miranda; Jean (Léo Lima), Hernanes, Richarlyson (Cicinho), Cléber Santana e Jorge Wagner; Marcelinho Paraíba (Marlos) e Washington.
Técnico: Ricardo Gomes

MONTERREY: Ortiz; Perez, Moralez, Cervantes e Guevara; Arellano (Martinez), Galindo (Rodriguez), Zavala e Medina; Val Baiano (Santana) e Carreño.
Técnico: Víctor Manuel Vucetich.

Gols de Washington, aos 12 minutos do primeiro tempo e aos 30 do segundo.
Cartões Amarelo para Hernanes (São Paulo); Perez e Santana (Monterrey)
Árbitro: Sérgio Pezzotta (ARG). Auxiliares: Hernán Pablo Maidana (ARG) e Ricardo Casas (ARG). Renda e Público: R$ 1.019.971,08 / 35.523 pagantes
Feed
Assine o Feed do Desventuras para acompanhar o blog no seu agregador favorito, ou receba gratuitamente todos os posts por e-mail

Deixe o seu comentário: